Internet Explorer ainda vale a pena em 2023?

Se você é um usuário antigo do Internet Explorer, talvez esteja se perguntando se ele ainda é um navegador confiável e seguro para navegar na web. Afinal, ele foi um dos primeiros navegadores a popularizar a internet e a oferecer recursos como favoritos, histórico, abas e complementos. No entanto, o Internet Explorer também enfrentou muitos problemas ao longo dos anos, como falhas de segurança, lentidão, incompatibilidade com padrões web e falta de atualizações.

Neste artigo, vamos analisar os prós e contras do Internet Explorer e compará-lo com outros navegadores mais modernos, como o Microsoft Edge, o Google Chrome, Opera e o Mozilla Firefox. Será que o Internet Explorer ainda vale a pena usar em 2023? Vamos descobrir!

Prós do Internet Explorer

  • Compatibilidade com sites antigos: O Internet Explorer é um dos poucos navegadores que ainda suporta sites que usam tecnologias antigas, como ActiveX, Silverlight e Java. Isso pode ser útil para acessar sites governamentais, bancários ou corporativos que não foram atualizados para os padrões web atuais.
  • Integração com o Windows: O IE é o navegador padrão do Windows e tem uma integração nativa com o sistema operacional. Isso significa que ele pode abrir arquivos locais, acessar recursos do Windows, como o painel de controle e o explorador de arquivos, e sincronizar configurações e favoritos com outros dispositivos Windows.
  • Segurança básica: O Internet Explorer tem alguns recursos de segurança básicos, como o filtro SmartScreen, que bloqueia sites maliciosos e downloads suspeitos, e o modo protegido, que isola o navegador do resto do sistema. Além disso, o Internet Explorer recebe atualizações de segurança regulares da Microsoft.

Contras do Internet Explorer

  • Desempenho ruim: O IE é um dos navegadores mais lentos do mercado, tanto em termos de velocidade de carregamento das páginas quanto de consumo de recursos do computador. Isso se deve ao fato de que ele usa um motor de renderização antigo, chamado Trident, que não consegue processar adequadamente os elementos gráficos e interativos dos sites modernos.
  • Incompatibilidade com sites modernos: O IE também tem uma péssima compatibilidade com os sites modernos, que usam tecnologias como HTML5, CSS3 e JavaScript. Isso faz com que muitos sites não funcionem corretamente ou nem sejam exibidos no navegador. Alguns sites até bloqueiam o acesso dos usuários do Internet Explorer ou exibem mensagens pedindo para trocar de navegador.
  • Falta de recursos avançados: O IE é um navegador muito básico, que não oferece recursos avançados que outros navegadores têm, como extensões, modo anônimo, gerenciador de senhas, tradutor integrado, modo leitura, temas personalizados e muito mais. Além disso, o Internet Explorer não tem suporte para atualizações automáticas, o que significa que os usuários precisam baixar manualmente as novas versões do navegador.
  • Não tem mais suporte: O Internet Explorer foi descontinuado e o suporte ao programa está interrompido desde 15 de junho de 2022 e desde fevereiro de 2023, não é mais possível acessar o IE11. Se qualquer website que você visitar precisar do Internet Explorer, recarregue-o no modo IE do Microsoft Edge, que agora é o navegador padrão do Windows 11/10 e recomendado pela Microsoft.

Conclusão

Diante dos prós e contras apresentados, podemos concluir que o Internet Explorer não vale mais a pena usar em 2023. Ele é um navegador ultrapassado, inseguro, lento, limitado e sem suporte, que não consegue acompanhar as exigências e as novidades da web atual. Por isso, recomendamos que você troque o Internet Explorer por um navegador mais moderno, como o Microsoft Edge, o Google Chrome, o Mozilla Firefox ou o Opera. Esses navegadores são mais rápidos, seguros, compatíveis e versáteis, e oferecem uma experiência de navegação muito melhor nas versões mais recentes do Windows, como o Windows 11 e o futuro Windows 12.

Deixe um comentário